VHS Curitiba - VHS para DVD (41) 3373-8491 - VHS Curitiba

Você está aqui: Início VHS para DVD

Atendimento On Line - VHS Curitiba

Nosso Endereço

VHS Curitiba
(41) 4106-5657 - 3373-8491
Rua Rio São Francisco, 180 - Conjunto 3
Pinhais - Paraná - CEP: 83322-020

Horário de Atendimento
Segunda a Sexta-Feira
8:00 as 18:00 horas

 

Conversão de Fitas VHS para DVD em Curitiba

Converter / Digitalizar Fitas VHS para DVD em Curitiba

 

Itens Incluídos:

Menu Interativo;
Caixa Box Slim;
Capa P/B com título da fita;
Limpeza de fitas com mofo sem custo adicional.

 

Preço: R$ 15,00 por fitas de até 120 minutos.

Cópia da conversão por apenas R$ 5,00

Eternize suas recordações para sempre!

 

O VHS é a sigla para Video Home System (Sistema de Vídeo Caseiro). Um sistema de gravação de áudio e vídeo inventado pela JVC que foi lançado em 1976, ele era composto de fitas de vídeo e de um equipamento de gravação e reprodução que permitia o registro de programas de TV e sua posterior visualização. A facilidade de operação e a uma razoável qualidade fizeram com que o sistema se difundisse, com o tempo foram introduzidos gravadores portateis alimentados por baterias que acoplados a câmeras permitiam gravações caseiras em vídeo.
A fita VHS é uma fita magnética de 1/2 polegada de largura acondicionada em uma caixa plástica que contem o mecanismo de tração além de a proteger. Por estar na caixa plástica ela foi chamado genericamente de videocassete. O VHS é um dos inúmeros formatos de vídeo existentes, e sua caixa tem 18,7 cm.X10cm.X2,5 cm, permite uma gravação com aproximadamente 280 linhas de definição e pode registrar até 6 horas de material em velocidade estendida (baixa velocidade de gravação e reprodução). No Brasil, o sistema foi introduzido na década de 1980 e difundiu-se rapidamente ganhando o mercado contra o Betamax, o primeiro formato popular de videocassete doméstico. Com o tempo o formato foi desenvolvido gerando subprodutos como o VHS-C (VHS Compacto), que tinha as mesmas características técnicas mas com uma caixa menor (consequentemente com menor duração) que permitiu a sua colocação em câmeras de pequeno porte aumentando a portabilidade dos equipamentos e maior difusão. Este cassete VHS-C para ser reproduzido em um reprodutor VHS convencional era encaixado em um adaptador, na verdade uma caixa VHS padrão sem fita mas com um mecanismo que tracionava a fita menor. Para uma melhor qualidade de gravação e reprodução introduziu-se no mercado o Super-VHS ou S-VHS um formato que utilizava o mesmo tamanho de fita mas com um processo mais sofisticado de gravação e reprodução (maior frequência de sinal, filtros de ruídos, melhor processamento). Com o desenvolvimento de outros formatos de captação de imagem no padrão digital (MiniDV) e com a difusão do DVD para reprodução, o VHS perdeu mercado e já é considerado um formato fora de linha. A última grande fabricante dessa mídia, a Distribution Video Audio (DVA), anunciou que ficaria fora desse mercado no final de 2008.

Fonte: wikipedia.org